Quer empreender? Veja os motivos mais comuns.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Fala pessoal, beleza? É bastante comum que volta e meia, a gente fale sobre empreendedorismo por aqui. E infelizmente para a maioria das pessoas essa opção não passa de uma atitude sonhadora demais para um país como o Brasil. Quem por aí já não ouviu dizer: “Não sou louco de empreender, afinal tem uma estatística por aí que diz que existe uma boa chance de a empresa quebrar logo no primeiro ano de vida”.

Somos ensinados pelo “senso comum” da sociedade  estudar em uma boa escola, fazer uma faculdade que dê dinheiro e a arrumar um emprego em uma boa empresa que te dê “estabilidade” e “segurança” financeira. Poucas são as pessoas que questionam esse modelo “robótico” durante a vida. Apesar de aos poucos essa realidade estar mudando (amém).

Leia mais: 04 perguntas que vão te ajudar a ter propósito de vida

Por isso, eu separei alguns motivos que levam as pessoas a empreender, a seguir seu coração e sair do piloto automático ou ainda a “Matrix da vida real” como gosto de dizer. Bora?!

#1. Conquistar a sonhada independência financeira

Esse objetivo é o sonho da vida de milhares de pessoas, por isso, vem primeiro. Muita gente quer mas “pagar o preço” é para poucos. As pessoas começam a empreender porque sonham em ganhar mais, em ter a liberdade de ter o que um salário fixo, não consegue prover.

Vale ressaltar no entanto que se você não deve empreender só pela possibilidade de ganhar mais, o dinheiro é um meio e não um fim nessa vida. Você ganha dinheiro a medida que agrega valor à vida das pessoas, é uma troca constante.

#2. Ter liberdade geográfica

Quem foi que disse que você pode trabalhar em um só lugar? Confesso que esse foi um dos grandes motivadores de optar pelo empreendedorismo da minha vida, afinal, eu não suporto ficar “preso” em lugar 8h por dia.

E hoje em dia com o poder da internet, literalmente todas as barreiras antes existentes caíram por terra e no meu caso por exemplo posso trabalhar de onde quiser e atender pessoas de quase qualquer localização. É intrigante também ver por aí que muitas empresas do mundo corporativo ainda relutem em adotar o home office.

#3. Otimizar o uso do seu tempo

Se você já trabalhou de segunda a sábado, enfrentou ônibus lotado, metrô quebrado e o trânsito de SP, sabe bem do que eu estou falando… Já perdi as contas de quantas vezes cheguei em casa depois das 20h- mesmo tendo saído às 18h do escritório.

O desejo de quem quer empreender é aproveitar de forma mais satisfatória o seu próprio tempo, vivendo sua vida do jeito que ela merece ser vivida! Aqui, temos a possibilidade de viver mais com a nossa família, de curtir a vida e a montar nossa rotina como bem entendemos.

Qualidade de vida não tem preço!

Cuidado ao pensar que isso quer dizer trabalhar menos, porque não é. Mas sim, usar o tempo a favor, com inteligência, fazendo com que o seu dia renda MUITO mais.

#4. Fugir da monotonia

Sei que pode parecer loucura, mas muita gente pensa em empreender porque não aguenta mais a própria rotina! Sair de casa todos os dias no mesmo horário, pegar o mesmo trânsito, chegar na mesma empresa, ver as mesmas pessoas, gerar os mesmos relatórios… Anos e anos a fio, ninguém merece!

Deixar a “segurança” que a CLT nos traz para empreender é uma ótima forma de sair dessa “caixa”. Afinal de contas, existem coisas mais interessantes do que passar a vida atrás de uma mesa de escritório, empurrando suas obrigações com a barriga e reclamando da vida, não é mesmo?

#5. Vontade de agregar valor à vida das pessoas

Eis o maior motivo de todos: causar impacto na vida das pessoas! Ajudar outras pessoas a resolver problemas, a pensar em soluções, e estar alinhado com o seu propósito de vida!

Eu segui o meu propósito de vida! E você?

E é neste ponto que você me diz: Mas, Gabriel, é possível ajudar pessoas e ainda assim, ganhar dinheiro? SIM, é possível sim! Todo trabalho tem como objetivo solucionar a dor de alguém.

E você, já se inspirou hoje? Me conte nos comentários!

Scroll Up