Propósito de vida: Você já encontrou o seu?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Já conversamos bastante sobre propósito de vida por aqui. Mas como de fato encontrar o seu?

Bom, o primeiro passo é conseguir refletir de forma bastante ampla e profunda sobre o real significado e o propósito do seu trabalho.

Leia mais: Felicidade no trabalho é questão de qualidade de vida

Não é uma missão muito fácil, confesso. Parar para refletir o porquê fazemos o que fazemos nem sempre é óbvio. Muitas pessoas colocam o dinheiro como propósito e apesar de ser uma razão plausível, é um propósito muito fraco e justamente por isso eu sempre falo da importância do autoconhecimento. É através dele que você consegue encontrar as respostas que estão dentro de você.

Autoconhecimento é fundamental quando trabalhamos com propósito

Abaixo eu listei algumas perguntas que podem te ajudar nesta tarefa e fazer com que você consiga refletir sobre o seu propósito.

A melhor forma de fazê-lo é repetir essa perguntas algumas vezes e refletir sobre o significado de cada uma delas. Procure pensar em todo o sentimento que te trazem e sobre tudo o que ela te desperta– faça isso antes mesmo de escrever.

Depois que você escrever, faça mais uma vez este exercício para que você tenha certeza sobre tudo o que você sente e se realmente acredita em tudo o que escreveu ali.

  • Que atividades profissionais faz com que você perca completamente a noção do tempo?
  • Quais são as atividades que você faz e que te deixam de bem com a vida?
  • Quem são as pessoas que você se inspira? Não precisa ser só diretamente, mas as indiretas também. Quais são as qualidades que eles têm que você mais admira?
  • Quais são as habilidades, as capacidades e os talentos que você expressa com maior facilidade?
  • As pessoas ao ser redor te solicitam mais em qual sentido? No que você é mais requisitado?
  • Se te chamassem para ensinar algum tema, que tema seria esse?
  • Do que você poderia se arrepender se não fosse capaz de ser, de expressar ou de sentir?
  • Quais sãos as causas que você mais apoia? Quais são as que você mais se conecta?
  • Se você fosse um grande mensageiro e fosse dizer algo para um grupo de pessoas, quem seriam estas pessoas? E qual seria a sua mensagem?

Quando fizer essa atividade de reflexão, veja quais foram as respostas que mais apareceram, quais foram os seus sentimentos e com base nisso, crie frases ou crie declarações que contenham as seguintes informações:

O que você deseja fazer ou realizar para qual público será voltado e qual o resultado que você visa alcançar com estas ações.

Não se preocupe caso essa declaração demore algum tempo para ficar pronta, é natural. Ao final deste processo, que será definido pelo seu tempo, você terá em mãos uma declaração motivacional, desafiadora e que te motive.

Descubra o que te move, o que te faz feliz!

Inclua nela os seus dons, as qualidades que você tem e que te tornam único e os seus talentos. Depois, entenda tudo isso como o primeiro passo a descobrir como contribuir com o mundo que vive. Mas lembre-se, esse é só um primeiro passo, um esboço do seu propósito maior.

Scroll Up