Como tomar a decisão de mudar de emprego?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

É uma decisão desafiadora, confesso. Passei por isso e conheci um monte de pessoas que também passam por essa situação. Quando chega a segunda-feia então… bate aquele desânimo.

Parece que só o fato de ter que acordar cedo é o suficiente para que você tenha o desejo de jogar tudo pro ar.

Mudar de emprego é possível?

E, quando a gente começa a conversar, percebo que por mais que haja a insatisfação, por mais que haja o desapego com o atual emprego, há também receio de que está tomando a decisão certa, não é mesmo?

Leia também: 05 verdades sobre empreender que ninguém te conta

E é neste momento que você pensa: Gabriel, como tomar a decisão de mudar de emprego? Calma, eu vou te dar alguns parâmetros que talvez, te ajudem no final =)

Mudar de emprego: Dicas para avaliar se vale ou não a pena

Sim, uma coisa ninguém pode negar: mudar de profissão, emprego, carreira exige muito autoconhecimento e reflexão. Tanto é que às vezes, tomar este passo sozinha (o) é quase impossível- neste caso, vamos conversar e quem sabe eu possa te ajudar? =)

Bora então para leitura dos sinais e assim tomar uma decisão um pouco mais tranquila?

Desinteresse pela profissão

Você sempre gostou do que fazia e de repente, começou a se sentir estressado, principalmente quando te perguntam sobre o seu trabalho aos finais de semana? Bom, talvez chegou a hora de tentar entender o porquê…

Desmotivação é a chave do negócio

Acordar um dia ou outro querendo voltar a dormir é bastante normal… Agora, sentir esse desânimo o tempo todo, faz a gente querer saber o porquê disso tudo.

Descubra seus motivos antes que isso reflita na sua qualidade profissional e até no rendimento do seu trabalho.

Trabalha por obrigação?

É normal que você sente para conversar com o seu avô, e ele te conte que deu a vida dele dentro da empresa por 30 anos… E sim, isso pode acontecer nos dias de hoje? desde que a pessoa esteja se sentindo feliz para produzir para aquela empresa.

Você veio ao mundo para fazer a diferença e não ser apenas mais um. Pense nisso!

Tempo demora a passar

Você chega no trabalho, toma um café, arruma sua mesa, liga seu PC, vai no banheiro, passa na cozinha, enche sua garrafa de água, olha seus e-mails e quando viu, passou apenas 05 minutos?

É, talvez você deva repensar em alguns pontos. Quando você não vê o dia render, acaba postergando uma série de tarefas que deveria ter finalizado naquele dia.

Alívio quando acaba

Quando bate o “sinal” e dá 18h, você se sente aliviado em finalmente ir embora daquele lugar! É como se você se sentisse preso o tempo todo e tem uma ânsia incrível de tudo aquilo acabar.

A falta de prazer em fazer o que você faz é um dos pontos mais altos- e sinais mais claros- de que você precisa mudar de profissão e aprender a ser feliz sendo quem você é e fazendo o que você faz!

Chegou a hora de buscar novos horizontes?

Chegou o grande momento! Quando se tem nítida sabedoria do que realmente a afeta no trabalho, a pessoa, ou seja, você, vai conseguir tomar essa decisão com mais segurança e clareza.

É bastante comum você ter medo, se sentir inseguro e mais uma série de coisas que desestabilizam o emocional. Eu já conheci gente que, mesmo infeliz, ficou no emprego porque “era seguro”- mas no fundo não é. Afinal, você não controla as decisões estratégicas que os líderes da sua empresa tomam, certo? Logo, nunca se sabe o dia de amanhã.

Eu sei o que você está passando- e POSSO te ajudar!

O primeiro passo é procurar profissionais que consigam entender essa demanda que você tem, e descobrir a melhor forma de orientar este momento de dificuldade que você está passando.

Se serve de ajuda, eu fiz um Workshop que vai te auxiliar nestes primeiros passos. Toma um desafio diferente? Então acesse e inscreva-se! 😉

Scroll Up