4 perguntas que você deve fazer para ajudar você a encontrar seu propósito de vida

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Propósito de vida. Planejamento é a chave para o sucesso de qualquer pessoa. Com planejamento, nós colocamos propósitos para determinadas áreas em nossas vidas e então tudo se torna mais claro e caminhamos em uma só direção.

Leia também: Afinal, o que é um Coach de carreira e como ele pode te ajudar?

E para te ajudar neste caminho, vou te trazer quatro perguntas que você deve se fazer para saber se está na direção certa.

Para encontrar sua paz espiritual e a felicidade plena, é preciso que cada pessoa descubra seu propósito de vida, a razão para qual veio ao mundo.

Tudo começa na infância… Desde pequenos todos nós temos uma curiosidade imensa sobre diversas coisas no mundo. E conforme nós vamos crescendo e adquirindo responsabilidades e desafios, nós vamos começando a trazer essas curiosidades para a nossa intimidade, curiosidade sobre nós mesmos, sobre o nosso propósito neste mundo.

O psicólogo e antropólogo Roberto Crema disse sabiamente uma determinada vez que: “Afinal, como dizem os bons navegantes, nenhum vento é favorável para quem não sabe onde quer chegar”.

Qual é o seu propósito de vida?
Qual é o seu propósito de vida?

Então fica bem claro que quem não encontra uma razão maior no que faz no seu dia-a-dia, dificilmente encontrará sua verdadeira realização pessoal e profissional.

Vamos então para as quatro perguntas (exercícios) que você deve fazer sempre que achar necessário para encontrar a resposta para a sua busca. Você deve fazer isso em uma ocasião que esteja a , bem tranquilo, para que livre seus pensamento dos problemas rotineiro que todos temos, e consiga se concentrar nos exercícios e obter o êxito.

Qual o real sentido da humanidade e como eu contribuo para tal?

Parece uma pergunta bem complexa e do tipo, “o que eu tenho a ver com o sentido da humanidade”? Pois bem, a nossa sociedade é reflexo das ações de cada indivíduo em si, então se cada um buscar a compreensão sobre o rumo que a humanidade está tomando, e buscar a evolução e contribuição para uma melhora, com certeza teremos um ambiente muito melhor para se viver. Vale ressaltar no entanto que não precisa ser algo tão grandioso como “acabar com a fome na África”. Apenas identifique como você pode ajudar do seu jeito, não importando o quão simples seja.

Então é muito importante que você se faça essa pergunta e procure maneiras de simplificar e otimizar sua existência e seus caminhos.

Como posso aproveitar melhor os meus talentos dentro do propósito de vida?

Uma questão que é muito abordada por psicólogos é a relação de pessoas que trabalham em profissões que realmente gostam.

Muitas pessoas tem algum sonho profissional, mas não optam pelo mesmo, às vezes por questões salariais, outras por pressão familiar. Isso pode ser mais prejudicial do que se imagina, afinal se tem propósito no que faz, tudo fui melhor, e com isso, você pode encontrar maneiras de “monetizar”, e se valorizar muito mais

E exercitando isso pode aproveitar muito mais os seus reais talentos (sim, você os tem, ainda que talvez não saiba quais). 

De que forma posso exercitar mais o meu “eu” interior?

O nosso propósito de vida está ligado diretamente com o que nós realmente somos, com o nosso “eu interior”.

Então você precisa se permitir estar mais ligados consigo mesmo, se livrar de todos os pensamentos e preocupações de suas rotinas diárias e focar mais em você mesmo. Livre-se de tudo que influencia suas decisões e opiniões e olhe somente para você, permita-se se desafiar e acreditar mais nas suas qualidades.

Saiba acolher seus talentos e assumir seu propósito de vida
Saiba acolher seus talentos e assumir seu propósito de vida

Pense no que mais lhe aflige e lute contra isso incansavelmente, e posteriormente pense no que mais lhe traz alegria, felicidade e paz.

Qual realmente é meu trabalho?

A maioria das pessoas dedica mais tempo ao trabalho do que a si próprio e sua família. E isso se dá, na maioria das vezes, porque a nós acabamos acumulando responsabilidades que não competem a nossa função.

Isso é muito normal e acontece em muitos casos, as coisas vão acontecendo muito rápido e quando nos damos conta, nós acumulamos funções que não fazem parte das nossas atribuições diárias.

As consequências disso não são nada boas, pois isso muitas vezes nos adoece tanto na parte física quanto na parte mental.

Então é muito importante você exercitar constantemente essa questão das suas atribuições perante seu trabalho. Se coloque em primeiro lugar e pense primeiro no seu bem estar, depois disso, aí você pode desenvolver suas atividades laborais com mais eficácia e tranquilidade.

Scroll Up